Arquivo mensal: abril 2012

HORTAS ORGÂNICAS – PARTE II

Padrão

Hoje irei postar só uma atualização da minha hortinha orgânica feita em garrafas PET.

Menos de 20 dias após minha última postagem, vejam como cresceram minhas hortaliças!!!

Já fiz até mini pizzas de escarola aqui em casa e esta semana pretendo colher as alfaces para o almoço.

Muito boa a sensação de cuidar das plantinhas, vê-las crescer e depois degustá-las sabendo que nenhuma gota de agrotóxico foi utilizada!

Image

HORTAS ORGÂNICAS

Padrão

Após um longo período sem postar aqui no blog, volto com novidades…

Há algum tempo estou juntando garrafas PET para fazer uma hortinha orgânica vertical, que tem sido muito comentada na internet. Pois bem. Hoje vou postar as fotos do início dessa minha “empreitada” que tem dado muito certo e tem sido facílimo de manter. Espero que inspire as pessoas que nunca tiveram jeito com plantas (como eu) a reciclarem as garrafas e se alimentarem de maneira muuuito mais saudável: SEM ABSOLUTAMENTE NADA DE AGROTÓXICOS!

Na foto abaixo estão as sementeiras, feitas também em material reciclado (vasinhos de planta antigos e caixa de ovos). As sementes que plantei são aquelas compradas em supermercados mesmo e brotam super bem.

Image

DICAS:

As sementeiras devem receber somente o sol da manhã, pois as sementes são muito sensíveis ao sol forte, que pode queimá-las.

Segundo o pessoal da roça, as mudas não gostam de “dormir” molhadas, ou seja, devem ser regadas de manhã e no final da tarde, quando o sol estiver quase se pondo, mas nunca de noite.

Nesta próxima foto estão as mudas já transplantadas em garrafas PET. A intenção é cobrir todo o muro com a horta.

Image

DICAS:

Tive problemas com “pulgão”, uma praga que come todas as folhas! O pessoal da roça me ensinou a tomar algumas medidas que deram muito certo:

– deixar um pedaço de fumo de rolo de molho em uns 2 litros de água de um dia para o outro e borrifar esta água de fumo nas folhas;

– deixar uma cabeça de alho de molho em 10 litros de água e, no dia seguinte, misturar 1 colher de sopa de água sanitária e borrifar nas hortaliças;

– óleo de Neem (uma árvore de origem indiana). Pode ser comprado em floriculturas e mercados centrais e sua diluição é feita em água conforme as explicações do rótulo e também borrifada nas hortaliças.

O ideal é que estas borrifações sejam realizadas nos momentos mais frescos do dia.

Já testei todas e deram muito certo. O que tenho feito é intercalar as medidas, ou seja, uma vez por semana borrifo Neem, depois de uns 5 dias, água de fumo, e assim por diante.

A terra que estou usando peguei no sítio do meu tio e lá misturei esterco de vaca curtido.

Em casa tenho juntado pó de café usado (aquele que fica no coador e jogamos fora) e misturado à esta terra. As plantas crescem super bem com esta mistura de esterco e pó de café.

O muro onde ficam as garrafas com as hortaliças bate somente o sol da manhã, mas poderia bater o da tarde também, que não teria problema, pois as hortaliças gostam de muito sol. Já as mudas, só devem ser expostas ao sol da manhã, como eu disse anteriormente.

As garrafas pequenas também podem ser usadas para hortaliças que necessitam de pouco espaço, como a escarola, a cebolinha e a alface, como mostra a próxima foto:

Image

Este muro bate pouco sol, mas tem boa iluminação, e as plantas têm crescido bem.

A medida que minha hortinha for aumentando, vou postando aqui.

Espero que os inspirem a fazer em casa (e nos apartamentos também!).