HOMEM: GEOCIDA

Padrão

A espécie homo que é simultaneamente sapiens (inteligente) e demens (demente), mostra que pode ser homicida (que mata homens), etnocida (mata etnias), ecocida (mata ecossistemas), biocida (mata espécies vivas) e, tragicamente, geocida (mata a Terra).

Leonardo Boff

Como todos devem ter visto ontem (dia 31/01/12) nos noticiários, aconteceu um vazamento de gás tóxico em uma unidade de curtume da empresa Marfrig localizada no município de Bataguassu (Estado do Mato Grosso do Sul). Ao abastecer um tanque do curtume com uma substância química utilizada para retirar pelos do couro de bovinos, o funcionário responsável notou que uma nuvem de gás se formou e, imediatamente, 4 trabalhadores que estavam próximos ao local desmaiaram e acabaram morrendo, 11 estão internados, sendo que 3 destes estão em coma induzido.

Esta notícia nos leva a pensar e refletir sobre a responsabilidade que nós, homens, temos ao modificar e explorar tanto o nosso meio ambiente. Além de exterminarmos animais e plantas ao longo dos séculos, criamos espécies transgênicas e poluímos quase todas as nossas fontes de água e solo, principalmente, pelo uso de pesticidas agrícolas e componentes químicos como os utilizados em curtumes. Hoje já se sabe que o setor industrial é a principal e a mais diversificada fonte de introdução de metais pesados no meio aquático, seja pela negligência no tratamento de seus rejeitos, seja por acidentes e descuidos, como o ocorrido em Bataguassu. Além disso, as plantações de milho e de soja – as fontes de alimento mais utilizadas em criações de gado – são as maiores consumidoras de adubos químicos, de pesticidas e de água, contribuindo em grande parte para a deterioração do meio ambiente. A maioria dos poluentes despejados nos rios por curtumes e plantações, que também acabam chegando ao mar, é considerada “persistente”, ou seja, nunca se decompõe e acaba, literalmente, dando a volta no planeta e se acumulando no fundo de rios e oceanos. Os homens e animais acabam ingerindo estes produtos na água e estes são biocumulativos e lipossolúveis, ou seja, se acumulam na gordura de nosso corpo e na destes animais. Ao consumirmos estes animais, teremos mais uma forma de nos contaminar. Podemos afirmar que os nossos modos de produção e de consumo destroem o Planeta.

Interessante é que o grupo Marfrig, dono da marca Seara e do curtume no qual ocorreu o incidente, deve se tornar a maior processadora de carnes do mundo em 2012. O grupo ainda possui fábricas na Argentina, Chile, México, Uruguai, Estados Unidos, França, Holanda, Reino Unido, África do Sul, Austrália, China, Coreia do Sul e Tailândia.

É preciso que estas empresas e que todos nós lembremos que não só VIVEMOS na Terra, como SOMOS a Terra. Além disso, não estamos sozinhos nela, e os nossos atos têm influência direta sobre todos os seres deste Planeta.

“E porque somos da Terra não haverá para nós céu sem Terra” (Leonardo Boff)

Fontes consultadas:

Boff, Leonardo. A opção Terra – a solução para a Terra não cai do céu. Editora Record, 222 p., 2009.

Jordão, Cláudio Pereira et al. Contaminação por crômio de águas de rios proveniente de curtumes em Minas Gerais. Departamento de Química da Universidade Federal de Viçosa, 1998.

http://midianews.com.br/?pg=noticias&cat=8&idnot=76349

http://g1.globo.com/mato-grosso-do-sul/noticia/2012/02/emocao-marca-enterro-de-2-vitimas-de-intoxicacao-em-curtume-de-ms.html

http://www.hojems.com.br/hojems/0,0,00,1549-117920-DOS+28+INTOXICADOS+EM+CURTUME+DE+MS+11+PERMANECEM+INTERNADOS.htm

Anúncios

»

  1. Diana, texto excelente. Revela o olhar crítico e, ao mesmo tempo, sensível de alguém que se preocupa com questões realmente importantes. Entre as quais, a crítica aos atos crueis e desumanos que estão por trás do consumismo que, infelizmente, norteia a nossa “geração bunda mole”. Beijos

  2. Nossa! Elogios ao meu texto vindos de uma mestre (literalmente) em língua portuguesa não é pra qualquer uma!… hehe!
    E essa história de “geração bunda mole” pegou mesmo, hein? Por que será?…
    Beijos e obrigada pelo carinho de sempre, querida amiga!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s