LAMPARINA DE MATERIAL RECICLADO – PAP

Padrão

0

Olá queridos seguidores!

Nessa época de chuvas e tempestades a luz tá danada pra acabar, né?

Fui eu, com toda a família buscapé (avós, tios, primos, irmão, pais, namorado…) passar réveillon na maior confusão num rancho beira-mar. Tudo lindo: praia, sol, mar, um monte de gente pra cozinhar, tomar banho, e eis que a energia acaba!!!!

Imagina o caos que se instalou. Gente de 11 a 94 anos tendo que tomar banho com água fria  e no escuro. E, pra completar, só tínhamos mais 4 velas, sem previsão de retorno da luz, e ilhados pela chuva.

Mas meu pai, um físico-engenheiro-inventor-faz tudo, sugeriu que fizéssemos umas lamparinas pra poder passar a noite toda, já que as velas estavam no fim…

Gostei tanto de fazer que resolvi registrar o passo a passo. As fotos não ficaram muito boas porque a iluminação à luz de velas não é a ideal, mas dá pra entender como se faz…

Você vai precisar de:

  • 1 rolha (dá para 3 lamparinas),
  • 1 pedaço de barbante ou pavio de vela,
  • 1 latinha de cerveja para cada lamparina,
  • água,
  • óleo de cozinha,
  • tesoura,
  • 1 prego para fazer furos.

Primeiro passo – corte a rolha em 3 partes iguais na diagonal, cuidando para que estes pedaços fiquem bem retos. Com o prego, faça um furo no meio da rolha e, por ele, passe um pedaço de barbante dobrado ao meio, deixando uma parte de barbante de cada lado da rolha:

1Segundo passo – corte um pedaço da latinha do tamanho da circunferência da rolha. Faça o mesmo furo que você fez na rolha para passar o pavio também:

*Essa foi uma adaptação que fiz, pois na primeira lamparina que fizemos a rolha pegou fogo! Esta chapinha de metal servirá para evitar que o fogo toque a rolha.

2

Terceiro passo – passe o pavio que já estava na rolha pelo orifício da chapinha de metal que você acabou de cortar:

3_Quarto passo – apare as bordas do pedaço de latinha de modo que ele fique com o mesmo formato da rolha:

4_Quinto passo – corte o fundo de uma latinha e encha-o de água e óleo (na proporção de 3 partes de água para uma de óleo). Coloque a rolha preparada delicadamente sobre o líquido, de modo que uma parte do pavio fique mergulhada na mistura de água e óleo e a parte com a chapinha de metal fique virada para cima:

6_Sexto e último passo – acenda sua lamparina e aproveite o clima! Ela vai durar umas 8 horas acesa, pelo menos.

7_

 

Legal, né??

Inté!!!

Anúncios

GUIRLANDA ECOLÓGICA DE NATAL… com PAP

Padrão

Olá queridos seguidores do blog!

Com esse clima de fim do mundo, temos que comemorar o natal como se fosse o nosso último, né???!!!

E para começar as comemorações, bora enfeitar nossas casas?

Fiz um passo a passo beeem simples de uma guirlanda mais simples ainda de fazer, utilizando cascas de árvores e sementes que encontrei por aí. O mais legal é que cada pessoa vai fazer um tipo de guirlanda de acordo com os tipos de árvores que encontrarem em cada região do nosso Brasilzão!

A guirlanda é essa aqui, ó:

DSC00792

 

E o PAP é assim:

Você vai precisar de um prato de papelão de festas. Escolhi um bem grande para que minha guirlanda também ficasse grandona. Vire-o ao contrário e corte um círculo bem no centro dele:

DSC00784

 

Depois pinte o verso do prato com tinta guache marrom (pode ser verde que fica lindo também):

DSC00785

 

DSC00786

Recolha as mais variadas sementes, cascas e folhas de árvores que você conseguir:

DSC00778

 

Depois de seca a tinta do prato de festa, comece a colar os enfeites (sementes, cascas, etc) com cola quente. Pode usar outros tipos de cola, como a Super Bonder, por exemplo.

DSC00788

Fixe, também com cola quente, um pedaço de corda ou barbante no verso da sua guirlanda. Para reforçar essa parte, que servirá para pendurá-la, cole um pedaço de tecido com cola quente em cima da cordinha:

DSC00790

 

E está pronta!

Feliz Natal!!!! Que seus corações fiquem em paz e que a saúde e amor venham ao encontro de todos nós!!! 

Inté!

CAPA PARA MÁQUINA FOTOGRÁFICA DE FELTRO – COM PAP!

Padrão

Olá Pessoal!

Certo dia, estava eu procurando uma capa para a minha máquina fotográfica na bagunça de coisas antigas aqui de casa. Mas todas que eu achei eram tão “sem gracinha”…

Então resolvi criar minha própria capa em feltro, imitando aquelas máquinas amadoras antigas, que tinham uma bobina para voltar o filme, lembram?

E aí está o resultado:

DSC00727

DSC00729

Coloquei um velcro para fechar a capa e fiz um buraquinho para passar o cordão da máquina por fora:

DSC00772

Esta é a parte superior da capa (costurei com ponto caseado):

DSC00774

E esta é a parte inferior (também costurei com ponto caseado):

DSC00775

As demais partes foram costuradas com ponto palito.

E, pra quem quiser fazer uma dessas, fiz estes moldes (que estão FORA DE ESCALA!) para você se guiar (clique no arquivo abaixo):

molde capa maquina

Mas você pode ir cortando os pedaços de feltro de acordo com o tamanho da sua máquina fotográfica, pois algumas são mais “gordinhas” e outras mais fininhas, né?

Espero que tenham gostado e que o molde lhes ajude a fazer as suas!

Inté!

MEUS ALUNOS DO PROEJA & SUA ÁRVORE DE NATAL DE GARRAFAS PET

Padrão

Olá Pessoal!

Em primeiro lugar, devo pedir desculpas por tanto tempo sem postar aqui no blog… Mas é que depois de uma greve de quase 2 meses, as aulas aqui estão puxadas! Tô dando aula até em feriado!!!

Mas volto com uma novidade bem legal: uma árvore de natal bem ecológica, feita pelos meus alunos de artesanato do curso Técnico em Alimentos do PROEJA (educação de jovens e adultos).

arvore 2

O material que utilizamos foi o mais simples e ecológico possível:

– Um pote de vidro grande (acho que era de palmitos);

– Um montão de garrafas PET verdes (não contei quantas foram, mas sei que mais de 70, pelo menos);

– Um cabo de vassoura velhinho;

– Argila para fixar o cabo de vassoura;

– Cascas de árvore que coletamos na nossa escola mesmo e que têm um formato bem interessante, parecem estrelinhas;

– Vela para esquentar as tiras de PET e, desse modo, entorta-las e molda-las;

– Um anjinho feito com rolo de papel toalha, um bola de isopor e serragem;

– Fuxicos feitos com retalhos de tecidos.

E aqui está a turma trabalhando:

Encaixando as garrafas no cabo de vassoura:

DSC00713

 

Fazendo os fuxicos para enfeitar nossa árvore:

DSC00717

E aqui o resultado final:

DSC00721

SORTEIO – CAMISETA ECOLÓGICA DA PICARD… PARTICIPE!!!

Padrão

Olá queridos e queridas!

Depois de um tempinho em off aqui do blog, volto com uma novidade prá lá de especial!

Lembram-se da loja PICARD, que faz aquelas camisetas super bacanas de material altamente sustentável como PET e algodão orgânico? Pois é! Conforme prometido, vamos sortear uma camiseta aqui pelo blog!

A camiseta sorteada é feita de PET (salve a reciclagem!), com uma estampa “Batman e Robin” especialmente criada pelos designers da Picard.

É essa aqui, ó:

Mas você também pode optar pela masculina:

E vamos ao que interessa! Para participar do sorteio, basta:

SE INSCREVER PARA O SORTEIO e depois COMPARTILHAR aqui:

https://www.facebook.com/GuiaInstintoVerde/app_165114686916599

Lembrem-se: a inscrição será feita somente pela página do facebook do Guia Instinto Verde!

Para que o sorteio tenha validade, temos que atingir um número mínimo de 40 compartilhamentos!

Curta também as páginas da Picard no facebook (http://www.facebook.com/lojadapicard) e do Guia Instinto Verde (https://www.facebook.com/GuiaInstintoVerde)

Boa sorte!!!

SALVE A RECICLAGEM DA BENEDITO CALIXTO!

Padrão

São Paulo tem poluição, tem garoa, tem trânsito e tem gente estressada… Mas também tem muita gente divertida, de bem com a vida e que valoriza o bem estar e a natureza!

Passeando pela feirinha de artes e antiguidades da Praça Benedito Calixto, que acontece todos os sábados em São Paulo, me deliciei com tanto reaproveitamento, reciclagem e criatividade!

A cada pessoa que eu pruziava por lá, eu descobria uma maneira mais legal que a outra de ganhar dinheiro, exercitar a criatividade e ficar de bem com o Planeta.

Foto retirada do blog “As decoradoras

Primeiro conheci mãe e filha que costuram que é uma beleza: Anelie e Schinaider. A filha cria e pinta e a mãe, costura. Os vestidos, calças e blusinhas que são vendidos vêm dentro de uma bolsinha de retalho de tecidos reaproveitados, super charmosa e original. Se quiser conhecer mais essas duas talentosas, visite o blog http://meus3pontos.blogspot.com.br

 

Andando mais um tiquinho, achei uma japonesinha craque em origamis de tecido. Thaís Kato cria porta-moedas, carteiras e tsurus em tecido sem usar costura nenhuma. O legal é que retalhos de tecidos podem ser transformados em um monte de coisas legais com essa técnica. Veja no site dela: http://thaiskato.com.br/

E quem disse que latinhas de alumínio não podem virar verdadeiras joias? É isso mesmo! Descobri um autor de joias ecológicas chamado Arthur Lewis. Ele, psicólogo, junto com sua companheira, professora de português, criam e dão vida a muitos materiais achados no lixo, tais como  as latinhas de refrigerante e cerveja, circuito de computador e madeiras de demolição.

Olha a super joia com super desconto que comprei:

Na feirinha, me chamou muito a atenção a proposta da marca Picard. Eles começaram resgatando a troca de bilhetinhos pelas pessoas, tão usados há alguns anos, antes do boom do orkut e facebook. As mensagens destes bilhetes, além de muito espirituosas, são representadas por pictogramas. Depois veio a ideia de roupas ecologicamente corretas e que passassem boas mensagens por meio de suas estampas. Assim, a Aline (uma das donas da empresa) junto com uma designer criaram estampas de pictogramas em camisetas feitas com garrafas PET ou algodão orgânico.

Não pude resistir a tanta criatividade aliada à uma proposta tão bacana de reciclagem e preservação do meio ambiente e garanti logo uma camiseta do Chaves pra mim, feita em algodão orgânico com amaciante de cupuaçu e corante vegetal:

 

E a BOA NOTÍCIA é que iremos sortear uma camiseta PICARD  aqui pelo blog!

Aguardem que a promoção começa logo logo!!!  

Inté!

SEGUNDA SEM CARNE!

Padrão

Amanhã, segundona brava….

Pra quem come carne, neste domingo, dia dos pais, deve estar se esbaldado com uma feijoada ou um churrasquinho.

Que tal aderir à campanha da Sociedade Vegetariana Brasileira e ter um dia mais leve com o corpo e com a consciência?

Um único dia sem comer carne (isso inclui aves e peixes, hein!) pode causar um impacto positivo enorme no planeta!

Todos sabemos do aquecimento global que o desmatamento para criação de animais e o confinamento causam. Todos sabemos que estes animais são criados em condições de bem estar muito ruins. A Europa já tem legislação que proíbe a criação de porcas em gaiolas, que exige o aumento do tamanho das gaiolas de aves de postura, entre outras medidas que asseguram que os animais fiquem livre de sofrimentos evitáveis pelo homem (se quiser saber mais sobre estas medidas na Europa, clique aqui!).

Muitos artigos científicos têm provado os riscos da alimentação carnívora para o homem, favorecendo o estabelecimento de câncer, diabetes, entre outras doenças (leia aqui um artigo muito interessante da Universidade de Harvard).

E, além de tudo, existem ótimos restaurantes vegetarianos e de comida natural que você pode conhecer! Ontem mesmo descobri na Pampulha (Belo Horizonte) um restaurante que serve somente feijoadas. Lá você tem a opção de comer feijoada de frutos do mar, de frango e, o melhor, vegetariana! Não tem desculpa pra não se alimentar bem, né?

E se você preferir cozinhar em casa, vale a pena conferir as receitas indicadas pelo site “Segunda sem Carne” clicando aqui, ou as receitas super fáceis do “Cantinho Vegetariano” clicando aqui!

Inté!